Dissertações 2007

KALTNER, Leonardo Ferreira

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 15/08/2007
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"O Brasil hespérico e a bela morte de Fernão de Sá no De gestis Mendi Saa de José de Anchieta"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ) e Flora Simonetti Coelho (UERJ)
RESUMO: Este trabalho consiste na análise do poema épico De Gestis Mendi de Saa, obra novilatina quinhentista brasileira, cuja autoria, conforme lição do Pe. Armando Cardoso, S. J., é confirmada como de Anchieta. Valemo-nos para este fim do texto estabelecido por Cardoso, a partir da Editio de 1563 de Coimbra e do manuscrito de Algorta, assim como da edição fac-símile da primeira edição do poema, a Editio impressa, em 1563, em Coimbra, publicada recentemente pela Fundação Biblioteca Nacional. Em nossa análise articulamos a épica virgiliana em relação ao mito hespérico e a reinscrição deste ciclo mítico no De Gestis, demonstrando como o mito da Hespéria, segundo a fundação de Roma narrada na Eneida, é, no humanismo, resgatado como cenário épico do Brasil do século XVI. Ademais, traduzimos a saga de Fernão de Sá, filho de Mem de Sá, parte integrante do livro I, um belo exemplo do tópos clássico da pulchra mors.

DOWNLOAD

BOTELHO, José Mário

Orientadora: Mára Rodrigues Vieira
DATA DA DEFESA: 30/08/2007
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"O comportamento estilístico-sintático das formas verbo-nominais em odes horacianas"
BANCA: Mára Rodrigues Vieira (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ) e Rosalvo do Valle (UFF)
RESUMO: O presente trabalho tem por objetivo descrever o comportamento estilístico-sintático das formas verbo-nominais das odes do Liber Primus, de Horácio. Nossa análise valorizou o relacionamento da forma em questão com os outros termos sintáticos. Consideramos as estruturas de base, sob a perspectiva da existência de uma ordem prevista pela norma, e a possibilidade de um uso estilístico nos casos em que a colocação dos termos na frase não se fez conforme a norma observada pelos estudiosos da sintaxe latina. Para isso, apresentamos uma fundamentação teórica acerca da estrutura sintática do latim, considerando a contribuição dos estudos lingüísticos modernos, acerca dos fenômenos estilísticos, manifestados principalmente pela colocação dos termos na frase. Apresentamos algumas figuras de linguagem em estruturas com um dos nomes verbais, seguidas descrição dessas estruturas sintáticas sob a perspectiva da estilística sintática. Assim constatamos a ocorrência de uma relativa liberdade de colocação dos termos na poesia e que, nela, o resultado de natureza comunicativa quase sempre sugere interpretações variadas, que caracterizam um uso literário. Desta forma, pudemos comprovar a hipótese inicial acerca da linguagem de Horácio: nas odes do Liber Primus, a sua linguagem se caracteriza como um uso estilístico, em virtude do comportamento estilístico-sintático dos nomes verbais e das palavras com que tais formas se relacionam nas referidas odes.

DOWNLOAD

Dissertações 2006

PITA, Luiz Fernando Dias

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 26/09/2006
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"A praetexta Octauia e o pensamento de Sêneca"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Ana Thereza Basilio Vieira (PPGLC-UFRJ) e Amós Coêlho da Silva (UERJ)
RESUMO:Analisando-se a recepção do pensamento de Sêneca pelos autores romanos que lhe foram posteriores, percebe-se seu uso para o estabelecimento de paradigmas culturais que embasassem a ação política do Império. A consolidação destes paradigmas fez-se através da construção de discursos de caráter igualmente filosófico, histórico e literário, criando relações intertextuais que fomentam múltiplas leituras da praetexta Otávia, obra que, atribuída a Sêneca, reflete não apenas o pensamento deste autor, mas também as relações entre Literatura, Filosofia e História no Império Romano, cujas reverberações podem ser ainda hoje percebidas nas culturas de latinidade.

DOWNLOAD

COSTA, Elisabete da Silva

Orientadora: Ana Thereza Basílio Vieira
DATA DA DEFESA:23/08/2006
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA:O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "A magia nos Amores de Ovídio: propaganda política ou paródia divertida?"
BANCA: Ana Thereza Basílio Vieira (PPGLC-UFRJ), Henrique Cairus (PPGLC - UFRJ) e Arlete José Mota (PPGHC - UFRJ)
RESUMO: O desgaste que a religião romana vinha sofrendo desde o período da Segunda Guerra Púnica fez com que a população começasse a buscar novas formas de cultos para dar conta da ânsia e das expectativas que a religião oficial não mais conseguia satisfazer. Nesse quadro de instabilidade religiosa, algumas práticas orientais são introduzidas em Roma. Em meio a esses cultos estrangeiros, a magia adentra a cidade. Contudo, apesar de a magia propagar-se, principalmente nos bairros em que a prostituição era freqüente, tal prática não será bem acolhida em Roma, por ser considerada algo maléfico. Nas elegias de Ovídio, a magia está inserida no panorama sarcástico que o poeta apresenta das relações amorosas. A figura da alcoviteira (lena) constitui uma das personagens presentes na trama amorosa das elegias, além de representar um dos seres mais odiados e temidos da literatura latina, a bruxa da noite. Essa personagem, que parece ignorar a moral e os costumes romanos, figura na poesia elegíaca como a mulher que tem o dom de fazer vacilar as defesas dos homens. A dissertação procura observar o lugar dessa personagem na elegia I, 8, de Ovídio, buscando compreender se a figura da bruxa noturna representou na obra de Ovídio um meio de o poeta expressar sua insatisfação diante dos diversos tipos de cultos e práticas disseminadas em Roma, contribuindo assim para a política restauradora de Augusto, ou se apenas se tratava de um simples exercício literário.

DOWNLOAD

MONTEIRO, Beatriz Sobral

Orientadora: Ana Thereza Basílio Vieira
DATA DA DEFESA:31/07/2006
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"Os caminhos e os descaminhos da leitura de Propércio, Livro I - Elegias I, II, VII, VIII e XII"
BANCA: Ana Thereza Basílio Vieira (PPGLC-UFRJ), João Batista Toledo Prado (UNESP- Araraquara) e Mary Kimiko Guimarães Murashima (UERJ)
RESUMO:A literatura latina legou-nos um tipo de poesia que pode ser descrita como uma das artes mais apreciadas de toda a história da literatura, a elegia erótica. Essa poesia nos surpreende porque, por um lado, pode ser lida como qualquer poesia amorosa romântica que permeia o imaginário Ocidental, mas também pode ser percebida como exemplar destacado do gênero elegíaco, que remete a raízes gregas que, por sua vez, acorrem como que a referendar o texto e a dar-lhe um formato digno de apreço. É por este motivo que, na presente dissertação, tentaremos verificar a importância do leitor e da leitura para o entendimento da poesia elegíaca de Propércio. Para isso, relacionaremos o escritor a seu espaço cívico, esforçando-nos por mostrar que muito embora a obra não se reduza a um único lugar e não represente apenas uma mentalidade coletiva, ela está indissociavelmente ligada às instituições que a tornaram possível. Deste modo, observaremos o ambiente em que a obra foi produzida, a formação intelectual do poeta, a sua escolha estética e temática, o uso da tradição que a legitima e a torna eficaz para o seu público, para fazermos a leitura de cinco poesias de Propércio, nas quais enfocaremos os artifícios utilizados pelo autor para estabelecer a relação entre obra e leitor.

DOWNLOAD

SILVA, Paulo Roberto Souza da

Orientadora: Ana Thereza Basílio Vieira
DATA DA DEFESA:21/11/2006
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"A figura de César, autor e personagem, nos Commentarii de Bello Gallico"
BANCA: Ana Thereza Basílio Vieira (PPGLC-UFRJ), Paula Branco de Araújo Brauner (UFPel) e Edison Lourenço Molinari (UFRJ)
RESUMO:O enquadramento em gêneros e a posterior análise dos Commentarii de Bello Gallico trazem consigo várias questões de ordem teórica, e a dissertação busca apontar que é justamente na relação entre o autor e o personagem, mediada pelo narrador, que essas questões se mostram mais claramente. A construção do texto integra elementos de história e autobiografia, assim como de literatura e propaganda. Esses gêneros coexistem autonomamente na obra e conferem-lhe possibilidades de leituras que a considerem por quaisquer desses pontos de vista. A partir do estudo da presença desses gêneros na obra, perscrutou-se os níveis da presença de César no De Bello Gallico: o autor, o narrador e a personagem.

DOWNLOAD

Dissertações 2005

OLIVEIRA, Luciene de Lima

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 06/12/2005
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e tons do discurso grego
TÍTULO: "A guerra nas elegias de Tirteu"
BANCA: Nely Maria Pessanha (PPGLC-UFRJ), Auto Lyra Teixeira (PPGLC-UFRJ) e Hime Gonçalves Muniz (UFRJ)
RESUMO:A dissertação, além de propor uma tradução dos fragmentos elegíacos de Tirteu e de examinar as táticas de guerra, apresenta também uma interpretação da figura do herói nas elegias, tomando como parâmetros o perfil heróico dos poemas homéricos e aquele redefinido pelo discurso construtor e mantenedor das instituições políades.

MOURA, Fernanda Messeder

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: 08/07/2005
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "Análise tipológica do senex em Plauto: Periplectomenus (Miles gloriosus) e Lysidamus (Casina)"
BANCA: Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Ana Thereza Basílio Vieira (PPGLC-UFRJ) e Ana Lúcia Cerqueira (UFF)
RESUMO:A Dissertação objetiva propor e analisar duas subcategorias da personagem-tipo senex em Plauto: o senex liberalis e o senex amator, representados por Periplectomenus (Miles Gloriosus) e Lysidamus (Casina). Tendo em mente a relação da produção plautina com os eventos da Segunda Guerra Púnica e do intervalo entre a segunda e a terceira Guerra Macedônica, a Dissertação pretendeu demonstrar como se articulam, nessas duas obras, atitudes conservadoras em face dos comportamentos de tendências inovadoras.

DOWNLOAD

RIBEIRO, Tatiana Oliveira

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 08/07/2005
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e tons do discurso grego
TÍTULO: "OLBOS: Uma discussão axiológica nas Histórias de Heródoto"
BANCA: Nely Maria Pessanha (PPGLC-UFRJ), Fernando Brandão (UNESP) e Henrique Cairus (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A Dissertação tematiza a variação semântica em torno do conceito de ólbos, como parte integrante do projeto de construção de uma retórica da alteridade. Observou-se no livro I ( 26-92, passagem conhecida como "O lógos de Creso") de Heródoto a ocorrência textual do termo ólbos, a fim de estabelecer o diferencial conceitual na utilização deste vocábulo, tendo como objetivo último um esboço dos conflitos axiológicos.

DOWNLOAD

MADEIRA DE LEI, Raquel Lindenblatt

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 29/06/2005
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "O Emprego dos Tropos na Elegia "Ovidiana Cum subit illius tristissima noctis imago""
BANCA:Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ) e Amós Coelho da Silva (UERJ)
RESUMO:A Dissertação consiste em um estudo da presença dos tropos na poesia ovidiana, a partir da análise estilística da elegia I, 3 dos Tristia. Focalizando, como amostra, o tropus denominado "immutatio", de acordo com a nomenclatura adotada por Heinrich Lausberg. A partir de um estudo descritivo das formas da imuutatio, a Dissertação parte para a demonstração da presença de cada um desses tipos no corpus eleito.

GUEDES, José Mariano dos Santos

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 08/06/2005
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "A construção retórica no Pro Marcello de Cícero"
BANCA:Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ) e Airto C. Montagner (UERJ)
RESUMO:A partir de um estudo panorâmico dos dispositivos retóricos abordados desde as fontes gregas até o período republicano, a Dissertação buscou verificar em que medida o discurso Pro Marcello, um dos últimos proferidos por Cícero, é fiel aos modelos retóricos reconhecidos então como eficazes. Para tanto, a Dissertação sublinha as idéias do próprio Cícero acerca da arte retórica e de seu lugar na sociedade.

Dissertações 2004

DRAEGER, Andrea Coelho Farias

Orientador: Henrique Cairus
DATA DA DEFESA: 16/07/2004
NÍVEL: Mestrado
ÁREA:Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e tons do discurso grego
TÍTULO:""Para além do lógos": A peste de Atenas na obra de Tucídides"
BANCA: Henrique Cairus (UFRJ), Jacyntho Lins Brandão (UFMG) e Diana Maul de Carvalho (FM-UFRJ)
RESUMO:A peste de Atenas tornou-se célebre mais por sua descrição empreendida por Tucídides do que por seu reflexo nos destinos de Atenas. O peso simbólico do evento tem seus significados radicados na crise política que a cidade enfrenta, graças tanto ao assédio dos lacedemônios quanto ao questionamento acerca do desempenho de suas instituições. A crise institucional tem manifestações plurais, mas está sobretudo calcada na etiologia que advém da oscilação axiológica do princípio do medén ágan, do "nada em exesso". Tal princípio afinava-se com os postulados da medicina hipocrática, que, na obra de Tucídes, é utilizada tanto na afirmação desse princípio como valor, quanto no que se chamou, na Dissertação, de "método hipocrático". A Dissertação, portanto, procura assinalar essas duas vias de influência da medicina sobre o olhar que Tucídes lança sobre a pólis ateniense.

DOWNLOAD

ESTEVES, Anderson de Araujo Martins

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: 15/12/2004
NÍVEL: Mestrado
ÁREA:Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"Tibério nos Annales de Tácito"
BANCA: Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Syllas Mendes David (UFF) e Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A Dissertação desenvolve algumas reflexões sobre a prosa historiográfica de Tácito, partindo do estudo de Tibério nos seis primeiros livros dos Annales. Os procedimentos empregados pelo autor para a apresentação da personagem foram classificados em seis grupos e estudados de maneira a possibilitar uma melhor compreensão das características ressaltadas. A análise do texto se apoiou em conceitos do sistema retórico, na noção de retrato indireto e no uso da linguagem. Para concretizar nosso objetivo, discutimos a obra a partir das especificidades do gênero historiográfico na Antiguidade e das relações deste com a retórica clássica. Também se empreendeu um estudo do contexto histórico, como maneira de ressaltar as relações entre o autor e seu público, premissa da análise retórica. As características que avultam na personagem e que se repetem nas várias técnicas de caracterização são a soberba, a crueldade e a dissimulação.

SCHERMANN, Sérgio Fernandes Alois

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 30/04/2004
NÍVEL: Mestrado
ÁREA:Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"O perfil do herói nos Punica, de Sílio Itálico"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ) e Vera Lúcia Montenegro Vieira (UniverCidade)
RESUMO:No âmbito de uma educação baseada no respeito aos costumes ancestrais, as epopéias têm um papel significativo como parte de uma paidéia moral, oferecendo ao jovem uma base para que ele possa absorver outros gêneros. A concepção ética do herói da Eneida, que encarnava em si o destino de todo seu povo, já foi objeto de muitos estudos, enquanto que as epopéias do período flaviano, alvo durante muito tempo de um desprezo imerecido da crítica, eram analisadas de acordo com o paradigma virgiliano. Por outro lado, parece-nos claro que as reminiscências da Eneida devem ser vistas antes como uma homenagem literária do que como prova de uma longa permanência do universo moral de Vergílio. A nossa proposta, portanto, é procurar analisar alguns conceitos que caracterizam o herói épico, como pietas, gloria e uirtus, e tentar perceber as transformações pelas quais eles passaram na epopéia de Sílvio Itálico. Tal percurso nos permitirá não somente apreender as especificidades do período flaviano, mas também entender por que foi esta uma época tão prodígia em grandes epopéias.

SCHERER, Carlos Eduardo Costa

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: 29/06/2004
NÍVEL: Mestrado
ÁREA:Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"Pérsio e a arte poética"
BANCA:Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Amós Coelho da Silva (UERJ) e Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A Dissertação tem por objetivo a compreensão da forma com a qual Pérsio vê a criação poética e as conseqüências dessa sua visão na sua própria obra. Para tanto, primeiramente foram levantados dados biográficos do poeta e procedeu-se a uma leitura de toda a sua obra, leitura esta que ensejou um breve estudo do gênero satírico. Nos capítulos seguintes, vimos a veemente crítica de Pérsio à degradação de seus contemporâneos, ilustrada especialmente no campo da literatura, tanto em seu prólogo quanto na primeira de sua de suas sátiras. Procuramos também mostrar os mecanismos empregados pelo poeta na tecitura de sua poesia, bem como na seleção de palavras e construções, e suas possibilidades expressivas, e tais mecanismos revelaram-se complexos quer em si mesmos, quer no contexto do poema persiano propriamente dito, quer no que elas evocam, em especial no complexo jogo intertextual que Pérsio tece com a poética de Horácio.

BACELAR, Agatha Pitombo

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 23/06/2004
NÍVEL: Mestrado
ÁREA:Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e tons do discurso grego
TÍTULO:"A liminaridade trágica em Ájax, de Sófocles"
BANCA: Nely Maria Pessanha (PPGLC-UFRJ), Jacyntho Lins Brandão (UFMG) e Henrique Cairus (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A tragédia ática promove a atualização do material simbólico do passado mítico nos valores da pólis democrática e esse processo de atualização opera como uma espécie de iniciação das figuras do mito na cidade, como o que Arnold Van Gennep identificou ser um rite de passage, que se articula em três etapas: separação, margem e agregação. A dissertação pretende verificar tal hipótese na análise da tragédia Ájax, de Sófocles. O Telamônio é, desde o prólogo, lançado em uma situação liminar que, confrontada com um modelo estrutural da cultura, é representada de três modos no decorrer do drama. Como situação não- estruturada, a margem em que se encontra o herói acusa em sua figura traços de um passado da pólis visto sob a perspectiva de uma alteridade radical, que o distanciam da idéia de civilizado dos atenienses do séc. V e o associam ao bárbaro e ao selvagem. Como situação interestrutural, a margem se faz ambígua e tal ambigüidade se estende ao próprio estatuto do herói. Como situação pré-estruturante, que é simultaneamente desestruturante, a liminaridade de Ájax se reveste de traços que o aproximam do presente da cidade, sobretudo através de referências ao culto que o herói recebia na Atenas clássica e da constatação do herói de que seus valores e convicções tornaram-se inoperantes. Essa dissolução do universo axiológico de Ájax leva-o ao ato de auto-destruição, ao suicídio. Mas é justamente através da morte que o herói dá início ao processo de sua agregação à cidade, que se finda com seu sepultamento nos últimos versos da peça.

DOWNLOAD

Dissertações 2003

LEITE, Leni Ribeiro

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 10/12/2003
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA:O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"O patronato em Marcial"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ) e Amós Coelho da Silva (UERJ)
RESUMO:O presente trabalho tem por objetivo uma caracterização da visão da instituição romana do patronato apresentada pelo poeta latino Marcial. Partindo de uma seleção de poemas deste autor, buscamos refletir acerca da maneira como o patronato é visto por ele. Para tanto, fez-se necessário inicialmente um estudo acerca da instituição romana em si e suas características. Em segundo lugar, o epigrama latino e suas linhas mestras foram enfocadas, com a intenção de estabelecer o lugar que Marcial ocupa na literatura latina, e mais especificamente na literatura epigramática. Enfim, a análise dos poemas foi feita, instrumentalizada pela poética estruturalista de Tzvetan Todorov. A análise nos mostrou que Marcial utiliza seus epigramas satíricos de forma a criticar os patronos de sua época, a elite do governo de Domiciano, mas não ataca a instituição do patronato em si, como se costuma acreditar. Ao contrário, a instituição do patronato é louvada, sendo os patronos contemporâneos de Marcial os culpados pela situação degradante em que se encontram os clientes. Este trabalho tem por objetivo também abrir um caminho para uma mais profunda análise acerca da construção das personagens na obra de Marcial.

DOWNLOAD

ALMEIDA, Maria da Conceição Silveira de

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 10/09/2003
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "A comparação semântica como estratégia discursiva na Ars amatoria, de Ovídio"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Flora Simonetti Coelho (UERJ) e Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:Neste trabalho são avaliados os enunciados dos comparativos presentes na Ars amatoria, de Ovídio, procurando demonstrar seu funcionamento como estratégia argumentativa. Para a concretização do nosso objetivo e porque a pesquisa tinha como principal fundamento o estudo do Semântico desses enunciados, que em sua maioria não apresentam os elementos gramaticais, estudamos também o contexto histórico e social de produção da obra, pois é fator relevante para tal abordagem, uma vez que a semântica não concebe um texto senão relacionado ao seu contexto que o motiva e explica. Verificou-se que os enunciados de valor comparativo identificados no texto, dada sua singularidade não possibilitam sua classificação precisa entre as figuras de retórica das quais a comparação é um exemplo. Também foi realizada uma análise do texto, baseada em suas inúmeras ambigüidades, com a qual se constatou, desde a possibilidade de uma classificação em dois gêneros distintos, até a duplicidade de intenções. Se por um lado há o propósito de parodiar os antigos tratados, por outro existe a denúncia da moral dupla do seu tempo. Pela análise do texto dentro do seu contexto, não apenas os fatos literários, mas também os lingüísticos. adquirem maior transparência.

DOWNLOAD

SILVEIRA, Laura Ribeiro da

Orientador:Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 07/08/2003
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "O retrato de Catilina em Salústio"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Vera Lucia Montenegro (UniverCidade) e Antonio da Silveira Mendonça (USP)
RESUMO:A dissertação tem por objetivo o estudo da construção imagética que Saústio propõe de Lúcio Sérgio Catilina, personagem da história romana do século I a.C., período marcado pela crise republicana. A proposta do trabalho é mostrar o protagonista do De coniuratione Catilinae, de Gaio Salústio Crispo, como um revolucionário competente, derrotado por um cônsul enérgico e de grande influência nas esferas de poder de sua sociedade, Marco Túlio Cícero. A percepção da construção desse retrato de Catilina é possível a partir de uma contextualização social e literária, tanto da personagem quanto da conjunração em si.

DOWNLOAD

SANTOS, Edir Clarindo dos

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 06/05/2003
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "Técnicas retóricas no discurso "De signis", de Cícero"
BANCA: Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ) e Walmírio Eronides de Macedo (UERJ)
RESUMO:Na primeira parte, este trabalho apresenta uma visão panorâmica do universo temático da quarta Verrina, chamada "De Signis", de Cícero, onde ele mostra Verres como pretor na Sicília, suas arbitrariedades como governante naquela ilha, assim como os furtos das obras de Arte praticados por ele. Apresenta, Também, Cícero, como orador e advogado e o processo de Verres. Na segunda parte, onde estáo fulcro deste trabalho literário, o autor mostra as técnicas retóricas empregadas por Cícero, o modo de cativar os ouvintes pela linguagem, a argumentação face à honra dos romanos ("elocutio" e "actio") a demolição das teses favoráveis ao adversário ("actio"), a ilegalidade de Verres face à lei ("actio" e "peroratio") e, finalmente, as figuras de estilo usadas pelo orador romano, neste discurso jurídico.

Dissertações 2002

NOGUEIRA, Ricardo de Souza

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 29/07/2002
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e tons do discurso grego
TÍTULO: "Etéocles, o chefe ideal"
BANCA: Nely Maria Pessanha (PPGLC-UFRJ), Ana Lúcia Cerqueira (UFF) e Shirley Fátima Gomes de Almeida Peçanha (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A Dissertação, além de apresentar a tradução integral da tragédia Os sete contra Tebas, de Ésquilo, propõe uma análise do protagonista Etéocles, a partir de sua relação com os demais personagens e com o enredo da peça. Tal estudo pretende demonstrar que, desde o início da obra, está presente em Etéocles a imagem do rei, chefe zeloso de Tebas, e do Labdácida, o amaldiçoado filho de Édipo.

SÁ, Michele Eduarda Brasil de

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 13/12/2002
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "As orações relativas no Pro archia, de Cícero"
BANCA: Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Mára Rodrigues Vieira (PPGLC-UFRJ) e Airto C. Montagner (UERJ)
RESUMO:A Dissertação estuda as orações relativas do latim, tomando como exemplo as encontradas no discurso Pro archia, de Cícero. Aspectos inerentes à sintaxe das orações relativas, tais como a posição da oração, a concordância do pronome relativo, os modos do verbo neste tipo de oração, entre outros, são examinados.

DOWNLOAD

SOUZA, Laerte Ribeiro de

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 05/112002
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO:"A formação do jovem romano em Os adelphoi, de Terêncio"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ) e Miguel Barbosa do Rosário (Universidade Estácio de Sá)
RESUMO:A Dissertação trata do momento de choque entre duas maneiras diferentes de pensar o indivíduo dentro da sociedade. Busca-se nas cenas e nas falas das personagens dos Adelphoe de Terêncio, o reflexo desses conflitos vividos na formação do jovem romano do séc. II a.C.

SOUZA, Mariza Mencalha

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 18/06/2002
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Língua e Literatura Latina
LINHA DE PESQUISA: Estruturas lingüísticas do Latim Clássico
TÍTULO:"Perfil do Euclião na Aululária de Plauto"
BANCA: Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Mára Rodrigues Vieira (PPGLC-UFRJ) e Miguel Barbosa do Rosário (Universidade Estácio de Sá)
RESUMO:A dissertação descreve e analisa as diversas reações e atitudes que se apresentam na Aulularia de Plauto, formando o perfil do protagonista Euclião caracterizando o tipo de comportamento que ele tem ou passa a ter em virtude de sua avareza e, sobretudo, do medo de perder seu tesouro. Centraliza-se a pesquisa no estudo dos recursos lingüísticos, prosódicos e estilísticos presentes na fala de Euclião e na dos demais personagens que com ele convivem na trama da peça.

DRUMOND, Greice Ferreira

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 30/07/2002
NÍVEL: Mestrado
ÁREA: Língua e Literatura Grega
LINHA DE PESQUISA: Quatro vertentes da poesia grega: O amor, o heroísmo, a contestação e a erudição
TÍTULO:"A realidade ficcional em A Paz, de Aristófanes"
BANCA: Nely Maria Pessanha (PPGLC-UFRJ), Neyde Theml (IFCS-UFRJ) e Shirley Fátima Gomes de Almeida Peçanha (PPGLC-UFRJ)
RESUMO:A Dissertação desenvolve uma análise interpretativa da estrutura de A paz, de Aristófanes, tomando por base o enredo e a sua relação com a história da Grécia do século V a.C. A proposta da Dissertação é evidenciar como ocorre o contato dos dois níveis de realidade que compõem a ralidade ficcional da peça: o da realidade cotidiana e o da nova realidade.

DOWNLOAD

Coordenação

Coordenador: Prof. Ricardo de Souza Nogueira
rsnogueira@terra.com.br
Vice-coordenadora: Profa. Arlete José Mota
arletemota@yahoo.com.br
Secretária: Carla Pinotti
pos.classicas@gmail.com

Contate-nos

Entre em contato conosco pelo telefone oficial da pós-graduação ou pelo email

Endereço

Programa de Pós-graduação em Letras Clássicas
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F. 327
Cidade Universitária - CEP 21941-917
Rio de Janeiro - RJ