Teses 2015

CARVALHO, Elisa Costa Brandão de

Orientador: Auto Lyra Teixeira
DATA DA DEFESA: Fevereiro/2015
NÍVEL: Doutorado
TÍTULO: "EΦΕΣΙΑΚΑ: Uma aventura literário-geográfica pelo mundo helenístico"
BANCA: Auto Lyra Teixeira (UFRJ), Amós Coêlho da Silva (UERJ), Fernanda Lemos de Lima (UERJ), Ricardo de Souza Nogueira (UFRJ) e Tânia Martins Santos (UFRJ)
RESUMO: No período helenístico, onde a tecnologia da escrita já é de uso corrente, a narrativa de viagens, associada ao relato amoroso, vem suscitar novos horizontes de leitura, no mundo do ecúmeno greco-romano, particularmente em um ambiente alexandrino marcado pela pesquisa, erudição e culto dos gêneros literários herdados do período clássico da Hélade: épico, lírico e dramático.Dentre as narrativas gregas de viagens, Os Efésios, cuja autoria é atribuída a Xenofonte de Éfeso, apresenta as marcas recorrentes das histórias romanescas: dois belíssimos jovens, Habrócomes e Antia, se apaixonam perdidamente, casam-se, saem em viagem de núpcias, mas acabam separados; passam por numerosas provações, mas apesar disso, eles se mantêm fiéis um ao outro, perseverando no amor, até serem agraciados, no final, com o reencontro e a felicidade tão ansiada. A odisseia dos amantesde Éfeso pelo Mediterrâneo Oriental é perpassada de um sincretismo religiosocaracterístico do mundo globalizado de então. Esta tese propõeum estudo pragmático deOs Efésios em seu contexto. Por conseguinte, abordou-se a questão das origens e das características do chamado romance grego; alguns aspectos da obra, como a autoria, a possibilidade de o texto de Os Efésios, ora disponível,ser um epítome, e seus lugares comuns; e o sincretismo religioso aí presente, destacando-se Eros, pois o amor é o fio condutor da narrativa, e outras divindades também atuantes no percurso em questão. Também inclui a tradução integral de Os Efésios, com ênfase em determinados excertos sugestivos para o presente estudo.

DOWNLOAD

ROSA, Alexandre dos Santos

Orientadora: Shirley Fátima Gomes de Almeida Peçanha
DATA DA DEFESA: Fevereiro/2015
NÍVEL: Doutorado
TÍTULO: "A apropriação do Odisseu Homérico por Sófocles, em Filoctetes"
BANCA: Shirley Fátima Gomes de Almeida Peçanha (UFRJ), Dulcileide Virginio do Nascimento (UERJ), Manuel Rolph de Viveiros Cabeceiras (UFF), Ricardo de Souza Nogueira (UFRJ) e Tania Martins Santos (UFRJ)
RESUMO: O herói Odisseu nos Poemas Homéricos recebe alguns epítetos distintivos que caracterizam sua ação e modo de pensar, entre os quais destacamos polýtropos e polýmetis, pois deste há oitenta registros, enquanto daquele, apenas dois. Em nossa opinião, o número de ocorrências fundamenta uma proposta hermenêutica: nos Poemas Homéricos Odisseu é reconhecido preferencialmente como polýmetis, em vez de polýtropos, um qualificativo alusivo à sua ascendência, composta de indivíduos de caráter questionável. Desta forma, na análise da tragédia Filoctetes de Sófocles, percebemos que, apesar de não haver registros dos epítetos polýtropos e polýmetis referentes a Odisseu, esses atributos estão subjacentes ao discurso e às ações do herói. O objetivo deste trabalho é mostrar de que modo Sófocles se apropriou do sentido desses dois epítetos, para delinear o discurso e o modo de agir de Odisseu no contexto da Atenas democrática da segunda metade do século V a. C., caracterizada sobremaneira pelo poder da argumentação e pelo pragmatismo.

DOWNLOAD

Teses 2014

SCHERER, Carlos Eduardo Costa

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: Fevereiro/2014
NÍVEL: Doutorado
TÍTULO:"Libertate opus est: O percurso da sabedoria em Pérsio"
BANCA: Alice da Silva Cinha (UFRJ), Amós Coêlho da Silva (UERJ), Roberto Arruda de Oliveira (UFC), Vanda Santos Falseth (UFRJ) e Cecília Lopes Albuquerque Araújo (UFRJ)
RESUMO: Nossa pesquisa teve como escopo analisar a maneira poética como Pérsio desenvolve o conceito de libertas em sua sátira. Vimos que seu discurso se volta para a liberdade interior, a necessidade de dominar as paixões e buscar a sabedoria como meio de alcançar a verdadeira liberdade. Contudo, mostrou-se também que, subjacente a essa fala, o poeta veladamente faz menção à falta de liberdade civil que impera na Roma Neroniana. Quanto à elaboração do discurso, vimos que a poética de Pérsio apresenta dois pontos fundamentais: a iunctura acris, união inusitada de termos muitas vezes de natureza diversa, em que não raro o concreto se confunde com o abstrato; e a arte alusiva, que não se restringe apenas a alusões textuais – seja a textos de outros autores, seja ao seu próprio –, mas que também abarca questões sociais e políticas de seu tempo.

DOWNLOAD

Teses 2011

NOGUEIRA, Ricardo de Souza

Orientador: Auto Lyra Teixeira
DATA DA DEFESA: 25/02/2011
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas da Antigüidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e Tons do Discurso Grego
TÍTULO: "As metáforas trágicas em Persas de Ésquilo"
BANCA: Auto Lyra Teixeira (UFRJ/PPGLC), Fernando Brandão dos Santos (PPGLCLit-UNESP), Glória Braga Onelley (UFF), Shirley Fátima G. de A. Peçanha (UFRJ/PPGLC), Tania Martins Santos (UFRJ/PPGLC)
RESUMO: A tese apresenta como corpus a tragédia Persas de Ésquilo, que foi traduzida em sua completude por meio de uma técnica fundamentada na manutenção do significado das imagens externas evocadas metaforicamente do mundo helênico. A tradução é o resultado de uma análise pragmática feita nessa tragédia, de investigação de contexto e de receptor original do discurso literário formado. A investigação comprovou que a maioria dos enunciados metafóricos presentes na obra enfatizam os embates trágicos desenvolvidos em cena, daí o conceito de metáfora trágica. O resgate em Persas do contexto do homem grego, com a presença de vários atos que ocorriam em sua sociedade (imagens externas), teve por objetivo apresentar uma análise do significado da metáfora, fenômeno discursivo que se firma quando esses mesmos atos externos surgem no contexto literário esquiliano para unir-se às ações literais que acontecem no enredo (imagens internas).

DOWNLOAD

Teses 2010

PITA, Luiz Fernando Dias

Orientadora: Vanda Santos Falseth
DATA DA DEFESA: 27/04/2010
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O Discurso Latino Clássico e Humanístico
TÍTULO: "Visões da Identidade Romana em Cícero e Sêneca"
BANCA:Vanda Santos Falseth (UFRJ), Alice da Silva Cunha (UFRJ), Amós Coêlho da Silva (UERJ), Francisco de Assis Florêncio (UERJ), Mary Kimiko Guimarães Murashima (UERJ)
RESUMO: O estudo das obras de Cícero e de Sêneca permite perceber, além dos temas já consagrados pela exegese, a formulação de novas propostas identitárias para o povo romano, baseadas tanto na manutenção quanto na adaptação do mos maiorum, e também na recepção das escolas filosóficas gregas, com especial papel para o estoicismo. Assim, obras destes autores, e também a praetexta Otávia, propõem ou demonstram novos paradigmas para a romanidade, ao mesmo tempo em que criam e/ou refletem as relações entre Literatura, Filosofia e História no Império Romano, cujas reverberações podem ser ainda hoje percebidas nas culturas de latinidade.

DOWNLOAD

ESTEVES, Anderson de Araujo Martins

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: 31/08/2010
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O Discurso Latino Clássico e Humanístico
TÍTULO: "Nero nos Annales de Tácito"
BANCA:Alice da Silva Cunha; Vanda Santos Falseth; Cecília Lopes de Albuquerque; Amós Coelho da Silva; Airto Ceolin Montagner
RESUMO: Estudo sobre a prosa historiográfica de Tácito, partindo da análise de Nero nos cinco últimos livros dos Annales. Os procedimentos empregados pelo autor para a apresentação da personagem foram classificados em grupos e estudados de maneira a possibilitar uma melhor compreensão das características ressaltadas. A análise do texto se apoiou em conceitos do sistema retórico, na noção de retrato indireto e no uso da linguagem. Para concretizar nosso objetivo, discutimos a obra a partir das especificidades do gênero historiográfico na Antiguidade e das relações daquelas com a ordem político-social de então. As características que avultam na personagem e que se repetem nas várias técnicas de caracterização são os uitia, revelados na ordem privada ou na práxis política.

DOWNLOAD

KIBUUKA, Greice Ferreira Drumond

Orientadora: Nely Maria Pessanha
DATA DA DEFESA: 18/03/2010
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: Modos e Tons do Discurso Grego
TÍTULO: "A comédia de Aristófanes na fase de transição"
BANCA: Auto Lyra Teixeira, Jane Kelly de Oliveira, Nely Maria Pessanha, Silvia Costa Damasceno,Henrique Fortuna Cairus
RESUMO: A presente tese tem como corpus as peças Assembleia de Mulheres e Pluto, de Aristófanes, comediógrafo grego que atuou na segunda metade do século V e no início do século IV a.C. O objetivo desta investigação consiste em mostrar que a redução da atuação do coro no drama ocasionou uma mudança na configuração das personagens e na estrutura da composição das peças em questão. Com base na semiologia teatral, em cotejo com a análise do discurso, verificam-se os elementos cênicos e dramáticos que caracterizam a comédia de transição para mostrar que ambas as peças compartilham traços que as distinguem das demais que chegaram até nós.

DOWNLOAD

Teses 2009

KALTNER, Leonardo Ferreira

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 18/03/2009
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas Da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "O IV Livro do Poema De Gestis Mendi de Saa do Pe. José de Anchieta, S. I.: a latinização do Brasil quinhentista"
BANCA: Edison Lourenço Molinari (UFRJ), Alice da Silva Cunha (UFRJ), Vanda Santos Falseth (UFRJ), Amós Coêlho da Silva (UERJ), Rosalvo do Valle (UFF).
RESUMO:Este trabalho consiste no estudo do corpus novilatino anchietano, especificamente, no estabelecimento de texto, tradução e comentários do IV Livro do poema épico De Gestis Mendi de Saa de José de Anchieta, S. I, a partir da divisão em quatro livros do Pe. Armando Cardoso, S. I. Para tanto, utilizou-se a editio de 1563 do poema, intitulada Excellentissimo, singularisque fidei ac pietatis Viro Mendo de Saa, australis, seu Brasillicae Indiae Praesidi praestantissimo. Conimbricae. Apud Ioannem Aluarum Typographum regium. MDLXIII. Para contextualização histórica, utilizou-se, igualmente, entre outras, a obra de Jean de Léry: Historia nauigationis in Brasiliam, quae et America dicitur. Qua describitur auctoris nauigatio, quaeque in mari uidit memoriae prodenda: Villagagnonis in America gesta: Brasiliensium uictus et mores, a nostris admodum alieni, cum eorum linguae dialogo: animalia etiam, arbores, atque herbae, reliquaque singularia et nobis penitus incognita. A Ioanne Lerio Burgundo. Gallice scripta. Nunc uero primum Latinitate donata, et uariis figuris illustrata. Excudebat Eustathius Vignon, anno MDLXXXVI.

DOWNLOAD

Teses 2008

SÁ, Michele Eduarda Brasil de

Orientadora: Mára Rodrigues Vieira
DATA DA DEFESA: 13/12/2002
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas Da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "A construção da temporalidade no BELLVM AFRICVM"
BANCA: Mára Rodrigues Vieira (PPGLC-UFRJ), Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Amós Coelho da Silva (UERJ), Ana Thereza Basílio Vieira (PPGLC-UFRJ) e Airto Ceolin Montagner (UERJ)
RESUMO: Este trabalho estuda a expressão do tempo no "Bellum Africum", texto historiográfico que narra a campanha militar de César na África. O autor, desconhecido, tem uma preocupação peculiar com as referências temporais em sua narrativa: são bem explorados os advérbios e as locuções adverbiais de tempo, bem como as orações temporais (desenvolvidas e reduzidas). Mesmo não estando dentro dos padrões do latim clássico, o texto revela um matiz literário - o que se percebe através de construções como o infinitivo de narração - associado ao caráter de relatório característico de um diário de batalhas.

DOWNLOAD

SILVA, Marcia Regina de Faria da

Orientadora: Alice da Silva Cunha
DATA DA DEFESA: 28/08/2008
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas Da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "O trágico nas Heróides de Ovídio"
BANCA: Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ), Amós Coelho da Silva (UERJ), Ana Lúcia Cerqueira (UFF) e Mára Rodrigrues Vieira (PPGLC-UFRJ)
RESUMO: As Heroides de Ovídio foram compostas em dísticos elegíacos. A elegia, em Roma se desenvolveu como gênero de poesia autônomo, com características próprias e bem definidas. O amor era o principal tema abordado pelos poetas elegíacos, especialmente na época de Augusto, período em que a poesia mais se desenvolveu. Houve poetas que escreveram livros inteiros de elegias como Tibulo, Propércio e Ovídio. Mas, apesar da elegia encontrar-se inserida entre os poemas líricos, observamos que as Heroides, em especial, abordam o amor de uma forma trágica. Nas cartas analisadas, notamos que as heroínas se caracterizam tragicamente, a partir dos conceitos aristotélicos de hamartia e de hybris de acordo com a poética da tragédia, bem como, na filosofia do trágico, enquadram-se na dialética trágica de salvação e aniquilamento, elaborada pelos filósofos idealistas alemães. Essas teorias encontram-se sintetizadas pelo conceito de trágico dos teóricos da Literatura posteriores, que nos apresentam como destruição da vida das personagens, como observamos nas cartas escolhidas.

DOWNLOAD

LEITE, Leni Ribeiro

Orientador: Edison Lourenço Molinari
DATA DA DEFESA: 15/12/2008
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas Da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "O Universo do livro em Marcial"
BANCA: Edison Lourenço Molinari (PPGLC-UFRJ), Amós Coêlho da Silva (UERJ), Ana Thereza Basílio Vieira (UFRJ), Airto Ceolin Montagner (UERJ) e Mára Rodrigues Vieira (UFRJ)
RESUMO: O livro é personagem constante na obra do poeta latino Marcial. Nesta pesquisa, a função do livro como personagem na obra de Marcial é analisada. Tendo como pontos de partida: a) o livro na Roma Imperial - sua criação, a influência da oralidade sobre a criação da obra literária, sua circulação e seu público leitor; b) o gênero epigramático na Antigüidade; c) as relações sociais como representadas na obra de Marcial; d) os estudos sobre a metapoética do autor; chegamos a uma tripla categorização da função do livro em Marcial. Fica assim estabelecido o lugar do poeta dentro da tradição epigramática grega e latina, bem como ficam evidenciadas as diferenças entre Marcial e os poetas que o antecederam neste gênero literário.

DOWNLOAD

ALMEIDA, Maria da Conceição Silveira de

Orientador: Carlos Antonio Kalil Tannus
DATA DA DEFESA: 28/04/2008
NÍVEL: Doutorado
ÁREA: Culturas Da Antiguidade Clássica
LINHA DE PESQUISA: O discurso latino clássico e humanista
TÍTULO: "Damião de Góis e seu amigo Zaga-Zabo: A heterogeneidade enunciativa na Fides, religio moresque Aethiopum"
BANCA: Carlos Antonio Kalil Tannus (PPGLC-UFRJ), Alice da Silva Cunha (PPGLC-UFRJ), Vanda Santos Falseth (PPGLC-UFRJ), Airto Ceolin Montagner (UERJ) e Francisco de Assis Florêncio (UERJ)
RESUMO:Esta tese tem como escopo o estudo da polifonia, evidente no opúsculo "Fides, Religio Moresque Aethiopum", de Damião de Góis, não apenas pelas características do texto, mas também por suas condições de produção, determinadas pelas relações de seu autor nos meios cultos da Europa do século XVI, quer ao serviço da Coroa portuguesa, quer empenhado em aperfeiçoar seu saber humanístico por meio do estudo nos maiores centros culturais da época, o que teve como resultado a produção de uma obra singular, condicionada por seu profundo patriotismo e pela lealdade à fé católica, embora impregnada de piedade cristã, tolerância religiosa e ideais de concórdia.

DOWNLOAD

Coordenação

Coordenador: Prof. Ricardo de Souza Nogueira
rsnogueira@terra.com.br
Vice-coordenadora: Profa. Arlete José Mota
arletemota@yahoo.com.br
Secretária: Carla Pinotti
pos.classicas@gmail.com

Contate-nos

Entre em contato conosco pelo telefone oficial da pós-graduação ou pelo email

Endereço

Programa de Pós-graduação em Letras Clássicas
Faculdade de Letras da UFRJ
Av. Horácio de Macedo, 2151
Sala F. 327
Cidade Universitária - CEP 21941-917
Rio de Janeiro - RJ